Connect with us

Covid-19

Miguel Alves registra mais um óbito por COVID-19 e família da vítima contesta laudo

Publicado

em

O município de Miguel Alves registrou mais um óbito como consequência da COVID-19. O senhor Luiz Lopes, 79 anos, faleceu no dia 07 de julho no Hospital local, a família velou normalmente e dois dias depois recebeu o resultado de exame positivo para COVID-19.

A família afirma que não foi feita coleta de material para teste de COVID-19 e que o homem faleceu em decorrência de problemas cardíacos após ficar sem o medicamento que tomava há vários anos. Ainda segundo os familiares, a falta do remédio provocava falta de ar no idoso.

Luiz Lopes tinha saído do hospital há poucos dias após ficar internado com uma infecção na pele e voltou a ser hospitalizado dois dias antes de morrer.

Mayane Lopes, neta do homem, afirma que o teste rápido realizado no paciente deu negativo para COVID-19 e que não foi feita coleta de material para teste Swab. ” Minha tia que estava acompanhando ele no hospital disse não houve coletagem, ela não saiu de perto dele nenhum segundo e não viu essa coletagem“, relata Mayane Lopes.

Ainda segundo Mayane, o idoso, enquanto estava internado, não foi colocado na área específica para pacientes com COVID-19, nem a funerária foi informada que o velório se tratava de paciente com o Novo Coronavírus.

Ao Portal Clique União, o Secretário Municipal de Saúde de Miguel Alves, Chibança, disse que o quadro de saúde do paciente se agravou rápido e o Hospital informou à acompanhante sobre o novo teste e a suspeita da morte ser por COVID-19 . “O paciente foi tratado em uma ala que não era da COVID-19 porque ele fez o teste rápido e deu negativo e os sintomas que ele apresentava não eram da COVID-19. Quando ele retornou para o hospital, na segunda-feira, foi que ele evoluiu o quadro para uma dispineia e o médico para tirar a contraprova, porque achou estranho essa evolução muito rápida da dispineia, pediu o Swab. Segundo o enfermeiro que estava de plantão a filha que estava acompanhando foi orientada do procedimento”, disse o Secretário.

Chibança disse, ainda, que é comum a sociedade acreditar que as autoridades queiram inventar casos para ter mais recursos. Segundo o secretário, nenhum município recebe valores levando em consideração os números de casos de Coronavírus.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, SESAPI, atualizado nesta sexta-feira,10, Miguel Alves tem 363 casos confirmados e 06 óbitos pelo Novo Coronavírus. 219 pessoas já se recuperaram da doença.

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas