Connect with us

Polícia

Ministério Público investiga suposta improbidade de policiais em União

Publicado

em

O Ministério Público do Piauí instaurou inquérito Civil para apurar denúncia de improbidade administrativa e lesão ao patrimônio público na Segunda Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, na localizada na cidade de União.

O procedimento foi instaurado pela promotora de Justiça Renata Márcia Rodrigues Silva, da 2ª promotoria da Justiça de União, na segunda-feira,21, e publicado no Diário Oficial desta quinta-feira,24.

Na portaria a promotora informou que recebeu denúncia anônima sobre existência de desvio de recursos públicos baseado em suposta troca de favores entre o comandante da 2ª Companhia do 16º Batalhão de Polícia Militar e outros policiais militares lotados no local.

De acordo com a denúncia, os policiais teriam sido designado para exercer a função de assessores da Secretaria de Desenvolvimento de União, mas apenas exerciam a função de policiamento recebendo a remuneração daquela função e dividindo com o Comandante.

Mediante a denúncia, a promotora Renata Márcia Rodrigues Silva viu a necessidade de se apurar sobre as irregularidades noticiadas,  “para a recomposição do patrimônio público eventualmente prejudicado e responsabilização dos possíveis infratores”.

Segundo a promotora o enriquecimento ilícito, a lesão ao erário e a violação dos princípios da Administração Pública resulta na responsabilização do agente público por ato de improbidade administrativa.

O capitão Miguel Luz, Comandante da 2ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, afirmou que a denúncia anônima direcionada ao ministério público pode ser em decorrência de questões políticas. Segundo o militar, a população o ver como um nome  viável para disputar eleições do próximo ano.

“Quando foi promovido a capitão e transferido para União, na cidade aconteciam quase 25 assaltos por semana, e ao chegarmos ao município conseguimos trazer a tranquilidade, reduzimos para três assaltos por semana.  E em algumas cidades pequenas do interior quando chegam alguém que quer trabalhar de forma correta incomoda alguns poderosos, inclusive a população vendo esse trabalho da polícia, as pessoas ficam nos parabenizando e querendo que eu concorra às eleições no próximo ano. Mas quero deixar claro que não tenho pretensões políticas, a minha intenção é ser promovido a Major’, afirma o Comandante.

Assessoria de Comunicação da Polícia Militar do Piauí afirmou na tarde desta quinta-feira,24, que o comando não recebeu nenhuma notificação sobre o caso.

Informações: Portal AZ

Foto: Wilson Nanaia – Portal AZ

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas