Connect with us

Destaques

Mulher acusada de participação em homicídio ganha direito à prisão domiciliar

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Piauí converteu a prisão preventiva de Carla Vanessa, 23 anos, em prisão domiciliar. Ela é acusada de participar do homicídio de Jairo Ribeiro Silva, ocorrido em fevereiro deste ano, próximo à Avenida Filinto Rêgo, na última noite de carnaval. Com a decisão, Carla Vanessa sai da prisão, mas não poderá ausentar-se da Comarca de União e deverá comparecer à Justiça sempre que for intimada. Ela também deve permanecer em casa durante o período noturno e em dias de folga de trabalho.

A Justiça acatou o Habeas Corpus impetrado pelo Advogado Adailton Silva, que faz a defesa da Ré, e o Desembargador José Francisco do Nascimento entendeu que a acusada não representa periculosidade e a medida inibe a prática de novos crimes.

Dr. Adailton Silva, advogado da Ré. (Foto: Rede Social)

“O Desembargador reconheceu que os elementos que sustentam a prisão preventiva desapareceu. A Carla Vanessa não representa nenhum risco a sociedade  como também tem filho menor de 12 anos, que é um dos pressupostos do Código Penal para se conseguir essa conversão da prisão preventiva em prisão domiciliar”, explicou o advogado.

Jairo Ribeiro da Silva foi morto a golpes de faca na madrugada do dia 26 de fevereiro de 2020, quarta-feira de cinzas, no Centro de União. Na época, cinco pessoas foram indiciadas; três homens continuam presos.

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas