A Polícia de União conseguiu despistar os manifestantes e imprensa e fazer transferência da acusada de assassinar a mulher do amante.

Na manhã desta sexta-feira, 11, dezenas de pessoas estavam na frente da Delegacia de União, esperando a transferência de Samila para Teresina.

Mas ninguém conseguiu acompanhar o momento. Uma fonte do Clique União, ligada à Polícia, confirmou que o tumulto, na suposta tentativa de transferência, na verdade, serviu para a acusada sair por outra porta em um carro descaracterizado.