Connect with us

Destaques

Suspeito de matar companheira em União havia tentado matar outra mulher em 2019

Francisco Lucas Pires de Oliveira, o homem preso em flagrante suspeito de matar Flaviana de Abreu Silva, já havia sido denunciado por tentar matar a facadas outra ex-companheira, em 2019. O suspeito também já havia agredido Flaviana, e a Justiça havia determinado uma medida protetiva para que ele não se aproximasse dela. Em vídeo que circula nas redes sociais o suspeito confessa os crimes. 

Lucas foi preso em flagrante na segunda-feira (4) e passou por audiência de custódia nesta terça (5). A Justiça converteu a prisão em flagrante para preventiva e ele foi encaminhado para um presídio. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil. Ainda não se sabe como a vítima foi levada até o local, como aconteceu e nem o que motivou o crime.

Amigos e familiares de Flaviana fizeram manifestações diante da Delegacia e do Fórum de União nesta terça-feira (5), exigindo Justiça.

Flaviana de Abreu era mãe de três crianças, de 8, 10 e 12 anos. Ela e a irmã, Fabiana, que tem dois filhos, dividiam a responsabilidade de cuidar das crianças.

Flaviana era mãe e pai dos filhos dela. Nesse momento eu me sinto sem forças. Os filhos dela choram todos os dias, hoje mesmo eles acordaram chorando, pela mãe. O que ele fez não tem como ficar impune”, disse a irmã.

Crime confesso

Em um vídeo  gravado por policiais logo após a prisão em flagrante, nesta segunda-feira (4), Francisco Lucas confessa que matou a companheira a facadas após os dois discutirem. Sem dar detalhes sobre a discussão, o suspeito afirma que Flaviana desferiu um tapa nele.

Depois eu me zanguei e larguei a faca nela, que eu não queria nada com ela. Foi desse jeito, senhor”, diz o suspeito.

Ainda no mesmo vídeo, Francisco Lucas declara que Flaviana havia conseguido uma medida protetiva para que ele ficasse afastado dela, mas que depois disso os dois haviam reatado o relacionamento.

Flaviana foi assassinada no último domingo (3), na casa onde Francisco Lucas morava, no conjunto Manu Veras, bairro São Pedro, em União. Flaviana foi encontrada morta em uma cama, com vários ferimentos de faca.

Tentativa de feminicídio contra ex

Um levantamento feito pelo Clique União em parceria com o portal G1, apurou que em 2019, Francisco Lucas foi denunciado após agredir outra mulher, na época sua ex-companheira, com um golpe de faca na região do abdômen.

A agressão aconteceu no dia 14 de novembro daquele ano, cerca de um mês após a separação. Sem aceitar a situação, o homem foi ao local de trabalho da vítima em uma pensão no Centro de União e, sem dizer nada, aplicou uma facada na mulher que é mãe de dois filhos dele. O patrão da mulher interferiu e socorreu-a. Na Delegacia, a vítima relatou que já vinha sendo ameaçada por ele e que separou devido as constantes agressões.

Durante o vídeo gravado nesta segunda-feira, após a prisão em flagrante, ao ser perguntado se ele já havia “furado” uma mulher antes, Francisco Lucas confirma o crime anterior:

Já furei uma, mas eu cumpri, passei cinco dias lá na CPA [Casa de Detenção Provisória de Altos]”, diz.

O caso foi denunciado à Polícia, e a Justiça um mandado de medidas protetivas contra Francisco Lucas, para que mantivesse distância da ex-companheira.

 

Vítima havia sido agredida por ex em 2016

A vítima, Flaviana de Abreu Silva e o suspeito tinham um histórico de agressões. A Justiça havia concedido uma medida protetiva para que ele não se aproximasse dela.

Não havia sido a primeira vez que Flaviana foi vítima de violência doméstica. Em 2016, ela denunciou vários episódios de agressão que havia sofrido desde 2011 de um homem com quem viveu por seis anos.

Depois de vários casos, ela decidiu se separar do ex-companheiro, mas passou a ser ameaçada por uma mulher com quem ele passou a conviver. Diante das ameaças, Flaviana decidiu procurar à Polícia Civil. O processo foi arquivado em 2016.

Reportagem: Andrê Nascimento,  G1 PI

Notícias Destaques

Facebook

Polícia

Mais Acessadas