Desde das 7h da manhã desta sexta-feira, 11, populares tem se juntado em frente a Delegacia de Polícia Civil de União aguardando a transferência de Samila, acusada de assassinar mulher do amante na última segunda-feira.

Samila deve ser levada para a Penitenciária Feminina em Teresina. Por volta das 10h a Polícia tentou sair com ela, mas desistiu devido o grande número de populares que protestam no local.

Durante a primeira tentativa de saída o delegado de União, Ricardo Moura, pediu que todos se afastassem e ameaçou dá voz de prisão para quem não respeitasse. Logo em seguida, o Delegado disse que a mulher não sai mais enquanto o pessoal estiver no local.