Connect with us

Destaques

Morre Gervásio Costa Filho, ex-prefeito de União

O escritor e político Gervásio Costa Filho, “Gervasinho”, faleceu por volta das 3h da manhã deste domingo, 13, em casa na zona Leste de Teresina-PI. Ele tinha 93 anos de idade e sofria com problemas cardíacos. As informações foram confirmadas pelo Vereador Tiago Melo, neto do ex-prefeito.

O sepultamento acontecerá às 17h, no Jardim da Ressurreição, na capital Teresina.

A História de “Gervasinho”

Gervásio Costa Filho foi prefeito de União – sendo eleito em 1958, 1992 e 2000. Nasceu em Barras, no Norte do Piauí, em 13 de julho de 1928, filho de Gervásio Raulino da Silva Costa e Edwige Gonçalves Costa. De Barras, a família Costa foi morar na localidade Novo Nilo, município de União.

Gervásio estudou no Colégio Diocesano, após ser aprovado no exame de admissão em 1941, e no Colégio de Contabilidade, onde concluiu o ensino médio, em dezembro de 1947.

Em 1954, casou-se com Teresina Medeiros Costa, com quem teve seis filhos – Andrea, Eliane, Geovana, Patrícia, Marcos Venícius e Paulo Henrique. Gervásio Filho ingressou na política em 1960, elegendo-se prefeito de União por três mandatos. Foi vice-prefeito uma vez. Aos 75 anos, começou a escrever romances e registros históricos. (Imagem e informações: Alepi)

Segundo o Historiador Danilo Reis, Gervasio Filho foi um dos políticos mais populares de União, e o último símbolo da antiga UDN/Arena. Se elegeu prefeito ainda bem cedo, em 1958, enfrentando um dos processos eleitorais mais conturbados da história política da cidade. Pela extinta UDN (mais tarde ARENA), derrotou Eudóxio Melo (PSD), numa disputa ladeada por rezingas e inconformismos. Nessa primeira gestão sobressaiu obras de infraestrutura, com destaque para construção de escolas na zona rural e para o serviço de abastecimento d’agua da cidade, colocando União como a 6° cidade do Piauí em receber o benefício. Participou novamente do pleito em 1972, ocasião em que foi derrotado pelo emedebista Osvaldo Melo (MDB). Em 1988 elegeu-se vice-prefeito na chapa de João Araújo (PFL), e na eleição seguinte, chegou pela segunda vez ao comando da Prefeitura. Nessa segunda passagem destacou-se, entre outras coisas, por obras de pavimentação e alargamento de ruas, reforma no Mercado Público, na Praça Barão de Gurguéia e na Prefeitura, aquisição de 150 lixeiras para a cidade, e implementação do S.O.S. Gervasinho chegou, inclusive, a ser destaque nacional devido a sua volumosa aprovação. Gervasio foi o segundo a eleger-se por três vezes prefeito de União. Em 2000, derrotou o ex-aliado numa disputa muita acirrada. Sua terceira passagem, nem de longe recordou as duas primeiras. Contudo, destacou-se pela regularização do serviço de Moto-Taxi em União.  Gervasio foi um dos fundadores do Comercial Esporte Club, da Rádio União AM, e autor de alguns livros, entre eles “Barcas de Papel”, e “Gervasio Costa: a história de um imortal”.
O Governo do Piauí e a Prefeitura de Teresina divulgaram notas de pesar lamentando a morte do ex-prefeito. Confira:
  • Nota do Governo do Piauí

O Governo do Piauí lamenta profundamente o falecimento do escritor e ex-prefeito de União, Gervásio Costa Filho, ocorrido neste domingo (13).

Gervásio Costa Filho foi prefeito no município de União por três mandatos e vice prefeito por um mandato, sendo um político muito dedicado à cidade. Aos 75 anos, começou a escrever romances e registros históricos. Entre as suas publicações, estão Barcos de Papel e Aconteceu na Minha História.

Gervásio Costa foi casado com Teresina Medeiros Costa, com quem teve seis filhos: Andrea, Eliane, Geovana, Patrícia, Marcos Venícius e Paulo Henrique.

Neste momento de dor, o Governo do Estado do Piauí expressa as mais sinceras condolências aos amigos, familiares de Gervásio Costa.

  • Nota da Prefeitura de Teresina

A Prefeitura de Teresina lamenta o falecimento do ex-prefeito da cidade de União e escritor, Gervásio Costa Filho, ocorrido na madrugada deste domingo (13).

Gervásio Costa era avô do vereador de Teresina, Markim Costa. Político atuante, foi prefeito de União por três mandatos passando depois a dedicar-se a literatura.

O prefeito Dr. Pessoa se solidariza com a família e amigos enlutados ao tempo em que expressa condolências a todos.

Contém informações do G1 Piauí

PUBLICIDADE

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Destaques

Facebook

Polícia

Mais Acessadas