Connect with us

Destaques

Obra da estrada de Divinópolis/Santa Rita será retomada em fevereiro

Um projeto do Governo do Estado deve pavimentar cerca de 10km de estrada entre os povoados Divinópolis e Santa Rita, mas a obra está paralisada desde outubro de 2018.

Publicado

em

Nos próximos dias, a obra de pavimentação asfáltica da estrada que liga o Povoado Divinópolis à Santa Rita, Zona Rural de União, deve ser retomada. Foi o que a Governadora em exercício, Regina Sousa, disse aos representantes da Comunidade Variante que cobraram respostas durante a visita dela em União, na última sexta-feira, 25.

Regina Sousa está à frente do Governo enquanto Wellington Dias está de férias e garantiu que no mês de fevereiro o serviço será feito. “Ontem (24/05), a gente depositou o dinheiro na conta da empreiteira. Normalmente neste período tem um ‘verãozinho’, porque não adianta colocar asfalto na lama, e nesses dias que a chuva diminuir, acredito que a obra vai ser feita. O construtor acha que na próxima semana já dá pra gente começar. Mas está resolvido, o dinheiro está na conta do construtor. Pode demorar um pouquinho por conta do tempo e porque o asfalto vem do Ceará, mas isso é um problema resolvido e o povo do Divinópolis está sabendo disso”, disse Regina Sousa, comentando que sua mãe mora na localidade Variante e também está sofrendo com o problema.

Um projeto do Governo do Estado deve pavimentar cerca de 10km de estrada entre os povoados Divinópolis e Santa Rita, mas a obra está paralisada desde outubro de 2018.

Pessoas que moram próximo à estrada já realizaram pelo menos três protestos cobrando a retomada da obra. Eles relatam que uma pessoa faleceu com problemas respiratórios devido à poeira no local, além de vários acidentes. Em novembro, a empresa disse ao Clique União que reiniciaria os serviços ainda naquele mês, porém, nada mudou de lá para cá.

PUBLICIDADE

1 Comment

1 Comment

  1. Professor Silvio Domingos

    28 de janeiro de 2019 at 10:10 pm

    A respeito do posicionamento da governadora interina, se faz jus destacar aqui a coragem e a bravura de um grupo que, formou-se uma comissão. Essa comissão tem o seu papel fundamental de organizar os protestos, colher abaixo assinado, convocar reunião com o diretor geral do DER, e exigir esclarecimento sobre a paralisação da obra, e o porquê da demora em retomá-la. A comissão também levou a insatisfação da comunidade aos órgãos competentes. E essa mesma comissão recebeu com faixas e protestos a comitiva da governadora interina, que por sua vez, diante da ação da comissão, falou com eles em praça pública na entrada da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas