Connect with us

Destaques

União tem um caso suspeito de “Varíola do Macaco”, segundo a SESAPI

Na tarde desta quinta-feira,04, a Secretaria Municipal de Saúde de União divulgou uma Nota sobre o caso suspeito de Monkeypox (Varíola do Macaco), informando que o caso ainda segue em investigação.

O Piauí já confirmou um caso da doença e investiga mais cincos suspeitos, um deles em União. Seguiremos atualizando.

Vale ressaltar que a Monkeypox não se alastra com a mesma intensidade da COVID-19 e há vacinas para a prevenção da doença.

Atualizada em 04.07.2022 às 14:07

O Piauí possui, até esta quarta-feira (3), nove casos notificados e seis ainda em investigação de suspeita de varíola do macaco, a monkeypox. A doença considerada emergência global pela Organização Mundial de Saúde tem cerca de 1 mil casos confirmados no Brasil.

Segundo Amélia Costa, coordenadora de epidemiologia da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), os pacientes são de cinco municípios e um deles é um idoso que está internado em Parnaíba.

As cidades com casos notificados foram Parnaíba (dois casos), Esperantina, UniãoCurralinhosHugo NapoleãoBatalha e Teresina. Dos nove casos notificados, três – em Batalha e Teresina – foram descartados.

Amélia Costa contou que os casos necessitam de exames, principalmente porque a doença se assemelha bastante à varicela (catapora). Assim, os pacientes precisam passar por três exames: de sangue, da coleta de pus ou líquido das bolhas formadas e da crosta da bolha na pele.

“Quando o município colhe, encaminha ao Lacen, que faz o diagnóstico da sífilis ou herpes pelo sangue, e encaminha as outras duas amostras da pústula e crosta, para o diagnóstico fora do Piauí”, explicou a Coordenadora.

Sobre o caso de União, o Clique União procurou a Secretária de Saúde, Elaine Melo, para saber mais detalhes da situação do Município sobre o estado de saúde da pessoa, mas a Secretária ignorou o contato e não passou nenhuma informação.

A varíola dos macacos (monkeypox) é considerada uma zoonose viral (vírus transmitido aos seres humanos a partir de animais) com sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola humana, embora seja clinicamente menos grave. O período de incubação da varíola dos macacos é geralmente de seis a 13 dias, mas pode variar de cinco a 21 dias, segundo a OMS.

 

Com informações do G1 Piauí

Mais Acessadas