Campeã Brasileira Feminina em 2018 defendendo o Corinthians, artilheira do Timão e vice-artilheira do torneio, atacante da Seleção Brasileira…o nome dela é Adriana Leal da Silva, seu apelido é Maga e hoje o seu título é de Craque do Brasileirão Feminino 2018. E que craque! Afinal foram 14 gols marcados em 2018 defendo as cores do Timão, marca esta que deixou Adriana apenas um gol abaixo da artilheira do ano.

Natural do Piauí, a atacante de 23 anos foi revelada após passagem pelo também clube paulista Rio Preto-SP. Desde 2017, Adriana vê seu nome registrado nas convocações da Seleção Brasileira Feminina e, em 2018,  defendeu a Amarelinha no Torneio das Nações, assim como nos treinos para a Copa América. Contudo ficou fora da lista de 22 jogadoras que conquistaram o título sul-americano.

O Prêmio Brasileirão é a cerimônia de entrega de troféus aos melhores do campeonato. No masculino, a eleição online é realizada com cerca de 10 mil profissionais de imprensa, capitães e treinadores dos 20 clubes, além de jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira. São 11 troféus para os atletas mais votados por posição, melhor técnico, artilheiro, revelação, craque do Brasileirão, craque da galera (escolha pelo Globoesporte.com), gol mais bonito (apontado pelos torcedores pelo Facebook da CBF), fair play, melhor árbitro e dois assistentes.

Neste ano, o Brasileiro Feminino A-1 também premiará as 11 jogadoras do time ideal, melhor treinador ou treinadora, artilheira, craque, revelação e fair play. Também está prevista a categoria Não é Só Futebol, que será destinada a uma atitude que transcende o campo de jogo, e uma grande homenagem da noite a um ídolo do futebol.

Fonte: Assessoria CBF