Connect with us

Geral

Atuais administrações de Lagoa Alegre e União divulgam nota de esclarecimento sobre dados da corrupção nos Municípios

Publicado

em

As atuais administrações dos Município de Lagoa Alegre e União divulgaram nota de esclarecimento sobre um levantamento do Ministério Público Federal do Piauí onde os dois municípios aparecem na lista dos 10 mais pobre e corruptos no Estado. Os dois prefeitos, Carlos Magno, de Lagoa Alegre, e Paulo Henrique, de União, disseram que apoiam a iniciativa do MPF no combate a corrupção que prejudicou o desenvolvimento dos municípios ao longo dos anos e afirmaram que as condenações se referem a administrações passadas.

Na nota da administração de Lagoa Alegre, através da Assessoria de Gabinete, diz que o Prefeito Carlos Magno parabeniza atitude do Ministério Público e que é importante informar que a atual gestão não está incluída no relatório do Ministério Público e que ao longo dos 03 anos de mandato vem primando pela aplicação correta dos recursos. Informou ainda, que a administração pública de Lagoa Alegre vem investindo cada centavo em obras e serviço público e seus relatórios são entregues dentro do prazo na câmara de vereadores e Tribunal de Contas.

A Prefeitura de União, através da Assessoria de Comunicação, lamentou que o Município de União/PI apareça em segundo lugar na lista que elenca os valores de condenações mais altas em processos de improbidade administrativa, ao passo em que informa que a atual gestão não possui qualquer responsabilidade frente a tais condenações, vez que elas se reportam a gestão passada.

A nota diz ainda que, a atual gestão manifestou-se no processo informando que desde o ano de 2017 o Município de União vem cumprindo integralmente com a Lei da Transparência e com a Lei de Acesso à Informação e que tem orgulho do município de União em ser referência no Estado do Piauí na transparência das contas públicas, facilitando o acompanhamento e fiscalização dos cidadãos unionenses.

A lista dos dez municípios que mais  tiverem problemas com desvios de recursos públicos nos últimos anos foi divulgado pelo Ministério Publico Federal do Piauí na última segunda-feira,09, quando o órgão lançou o site Transparência Ativa onde publicou os dados sobre os municípios piauienses alvos de sentença.

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas