O Deputado Federal reeleito Fábio Abreu, PR, visitou a cidade de União nesta quinta-feira,25, e concedeu entrevista aos veículos de comunicação local.

Acompanhado do vereador Franklandy os dois falaram de realizações e objetivos futuros em União. Franklandy ressaltou que Fábio Abreu também foi Secretário de Segurança do Piauí e citou que quando o parlamentar assumiu a Secretaria o município de União tinha apenas 14 policiais e uma blazer a gasolina e que, graças a Fábio Abreu, hoje município conta com 35 policiais, uma Amarok, uma SW4, um Gol, uma S10 para David Caldas e três motos, além da Blazer. Disse ainda, que em União tem ruas asfaltadas com emenda do deputado, recuperação do asfalto entre São João e David Caldas e um trator para o município.

Quanto as projetos futuros, estariam calçamento para Vila Nova Conquista e Bairro Cruzeiro e a construção de uma Unidade Básica de Saúde para Gamileira.

Fábio Abreu, agradeceu os 1.901 votos tidos em União nas eleições 2018 e disse que se sente mais preparado para no segundo mandato. “Agora, com segundo mandato me considero com uma experiência maior, uma possibilidade de saber algumas ações que são mais efetivas, mas sempre consultando. Minha característica é a de ir ao município, visitar as pessoas, sentir naquelas pessoas qual a necessidade que elas tem e o que a gente possa está trabalhando pra melhorar a vida delas”, disse o deputado.

Ele disse que um ponto que o Brasil certamente vai ter que debater é a reforma da Previdência e que vai estar vigilante nesse debate. “Um dos pontos que certamente será debatido no congresso é a reforma da previdência. Vamos ficar do lado do nordeste, do trabalhador. Levo isso como uma questão pessoal, pois trabalhei na roça, cortei cana aqui na COMVAP entre União e José de Freitas. Então, de forma pessoal me coloco vigilante com os direitos dos nossos trabalhadores”.

Sobre o momento político do país, o deputado destacou a importância da imprensa na retratação da verdade diante da enxurrada das notícias falsas nas redes sociais, as chamadas fake news.