Connect with us

Destaques

Prefeitura nomeia nova secretária de Educação no município de União

Publicado

em

O prefeito Dr. Paulo Henrique nomeou na manhã desta quarta-feira (20) a nova secretária municipal de educação de União, Maria Antônia da Silva, mais conhecida como Professora Lilica. Segundo o gestor,  escolha se deu pelo critério técnico, tendo em vista a ampla experiência que Lilica possui na área da educação em nível estadual.

Professora Lilica é professora da rede estadual de educação; é Coordenadora estadual dos conselhos municipais de educação no Piauí (UNCME) há 10 anos; já foi vice presidente do Fundeb estadual por quatro anos; é Especialista em gestão pública municipal.

Conversamos com ela sobre o desafio de assumir o cargo em meio à pandemia de Covid-19.

“Assumir a condução de uma pasta tão importante como a da Educação nesse momento de pandemia é um grande desafio, já venho acompanhando esse grande desafio desde o inicio, por estar convivendo todos os dias com os secretários de educação de todo o Piaui e também do Brasil, mas estar a frente com certeza será bem mais desafiante, no entanto conto com o apoio de todos quem fazem a Educação de União porque sei do compromisso de todos da educação, bem como, percebi a vontade do prefeito em continuar melhorando a cada dia a educação.”, explicou.

Sobre o que pretende melhorar no setor, a nova secretária disse que, nesse primeiro momento. pretende propor estratégias para a manutenção de vínculo das crianças e da família com a escola. ” Pretendo traçar um plano para o retorno que só irá acontecer quando os protocolos da saúde permitir, nesse momento devemos pensar na preservação da saúde de todos os estudantes e todos os profissionais envolvidos no processo educacional”, concluiu Maria Antônia.

Exoneração do ex-secretário de Educação 

A nomeação de Maria Antônia aconteceu em decorrência do ex-secretário, Marcone Martins da Silva, ter sido exonerado no último dia 11. Em nota, a Prefeitura de União informou que o, até então secretário de Educação do município, foi demitido em virtude do mesmo ter se tornado o alvo principal de denúncias de desvio de recursos, originários, supostamente, de licitação e compra de material didático, justamente para que o mesmo se apresentasse as autoridades policiais e judiciais e apresentasse sua defesa.

Operação Delivery

A Polícia Federal, na manhã do dia 12 de maio, em ação conjunta com a Controladoria-Geral da União, deflagrou a “Operação Delivery”, decorrente de investigação de desvio de recursos públicos da educação destinados ao município de União.

Cinco pessoas foram presas – empresários, agentes públicos municipais e um vereador – investigadas por crimes de corrupção, peculato e fraudes licitatórias. Os nomes dos presos, ainda, não foram revelados.  Ao Clique União a Policia Federal disse que em União foram presos o Secretário de Educação e mais dois funcionários da Prefeitura. O vereador estava em Teresina no momento da prisão e no Ceará foi presa uma empresária.

O inquérito policial foi instaurado a partir de notícias da apreensão, pela Polícia Militar, de R$ 379.000,00 (trezentos e setenta e nove mil reais) em espécie, no dia 01 de maio de 2020, em veículo alugado pela prefeitura de União, em posse de dois funcionários municipais que não esclareceram a origem dos valores.

De acordo com o inquérito policial, a Secretaria de Educação de União teria adquirido livros escolares em quantidade maior que o número de alunos do município, utilizando verbas do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) para a contratação de empresas fictícias de Fortaleza-CE, responsáveis pelo fornecimento fraudulento do material didático.

Análises da CGU apontam que os contratos superfaturados utilizados para obtenção do dinheiro apreendido geraram ao FUNDEB prejuízo mínimo de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

Facebook

Notícias Destaques

Polícia

Mais Acessadas